Roger Hodgson

04/03/2021 - Quinta-feira

UnimedHall - São Paulo - SP

16 Não recomendado para menores de dezesseis anos.
Imgb35f730d1d16739f37e4b232b590b578ed68ae25
1-Tag
Foto: Divulgação
Evento cancelado!

Prezado(a) cliente,

Comunicamos que as apresentações de Roger Hodgson, que aconteceriam no mês de maio, em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, foram adiadas devido ao cenário adverso da propagação do Coronavírus, declarado como pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e seguindo também as medidas recomendadas pelo Ministério da Saúde.

As novas datas das apresentações são: 04/03/2021 – São Paulo 12/03/2021 – Belo Horizonte 13/03/2021 - Rio de Janeiro

Atenciosamente, Central de Relacionamento Tickets For Fun 4003-5588 de segunda a sexta das 11h00 às 17h00 www.ticketsforfun.com.brNo YouTube

Roger Hodgson

Roger Hodgson é um músico que é reconhecido como um dos compositores mais talentosos e completos do nosso tempo. Com a sua voz lendária, escreveu e fez os arranjos dos grandes sucessos do Supertramp, contribuindo para vender mais de 60 milhões de discos, e criou canções extraordinárias e populares até hoje, como: “Give A Little Bit”, “Dreamer”, “The Logical Song”, “Take The Long Way Home”, “Breakfast In America”, “It's Raining Again”, “School”, “Fool’s Overture”, e muitas outras que se tornaram a trilha sonora de nossas vidas.

A marca registrada do trabalho de Roger são suas belas letras e melodias introspectivas, que por sua vez, penetram no coração e mente das pessoas de todos os países. Suas canções resistiram notavelmente à passagem dos anos e proporcionaram a Roger e ao Supertramp, uma legião de fãs fiéis pelo mundo todo.

Durante a época que Roger estava na banda, Supertramp era um fenômeno do rock mundial, vendendo mais de 60 milhões de álbuns. No Canadá, as vendas dos discos “Crime Of The Century” e “Breakfast In America” alcançaram o status de diamante, significando que um em cada quinze canadenses tinham comprado ambos os álbuns. “Breakfast In America”, particularmente, foi um disco de enorme sucesso em vários países do mundo, permanecendo no topo das paradas de sucesso por um ano inteiro, chegando a vender mais de 20 milhões de cópias e tornando-se um dos discos mais vendidos de todos os tempos.

Nascido em Portsmouth, Inglaterra, Roger viveu grande parte de sua infância em colégio interno, onde o violão passou a ser o seu melhor amigo. Aprendendo três acordes de seu professor de violão, ele começou a escrever canções aos doze anos, e um pouco mais tarde aprendeu a tocar piano, baixo, bateria e até violoncelo, utilizando essa variedade de instrumentos em suas composições. Pouco após o seu último ano escolar, Roger gravou o seu primeiro disco, “Mr. Boyd”, com uma banda de músicos de estúdio que incluía o pianista Reg Dwight, mais tarde conhecido como Elton John.

Pouco depois, Roger conheceu Rick Davies e o núcleo do Supertramp nasceu. Suas colaborações iniciais atraíram a atenção da A&M Records e seu primeiro album, “Supertramp”, foi lançado em 1970. A partir do segundo album, “Indelibly Stamped”, de 1971, Roger e Rick começaram a compor separadamente. No entanto, assim como Lennon/McCartney, eles mantiveram nos créditos de suas músicas os nomes de ambos, Davies/Hodgson, em todos os discos do Supertramp.

Em 1974, a banda lançou o álbum “Crime Of The Century” com a canção de Roger “Dreamer”, conquistando o primeiro sucesso da banda, direcionando o álbum para o topo das paradas. Este disco também tem os clássicos de Roger “School” e “Hide In Your Shell”. Em 1975, foi a vez do disco “Crisis? What Crisis?”, considerado um dos favoritos de muitos fãs brasileiros, com grandes canções do Roger como “The Meaning”, “Sister Moonshine” e “Two Of Us”. Em 1977, a banda lançou “Even In The Quietest Moments”, que teve outro grande sucesso de Roger, “Give A Little Bit”, e o seu clássico épico “Fool’s Overture”.

Esses foram os “anos dourados” do Supertramp, com muitas tours, sucesso e ainda a felicidade de viver em 1979, o seu maior êxito comercial com o disco “Breakfast In America”. Três das canções de Roger desse disco tornaram-se sucessos mundiais: “The Logical Song”, “Take The Long Way Home” e “Breakfast In America”.

A banda recebeu muitos prêmios, incluindo o “Ivor Novello Award”, em 1980, da Academia Britânica de Compositores, pela canção “The Logical Song”, sendo nomeada como a melhor canção tanto musicalmente como liricamente. A partir deste dia, “The Logical Song”, devido a sua letra, passou a ser uma das canções mais utilizadas nas escolas.

Após o album “Famous Last Words”, de 1982, que teve outro grande sucesso de Hodgson, “It’s Raining Again”, e de uma mega tour do Supertramp em 1983, Roger deixou a banda. Seguindo o seu coração, ele escolheu viver uma vida simples perto da natureza, com sua família e seus valores espirituais. Ele construiu um estúdio de gravação em seu novo lar, onde pode continuar a compor, gravar suas músicas, e também ao mesmo tempo, estar ao lado de seus filhos enquanto eles cresciam.

Seu primeiro álbum solo foi “In The Eye Of The Storm”, lançado em 1984, e tornou-se um sucesso internacional, vendendo mais de dois milhões de cópias. A música de muito sucesso “In Jeopardy”, é deste disco. Em 1987, na mesma semana em que o segundo álbum solo de Roger foi lançado, “Hai Hai”, Hodgson sofreu uma queda e quebrou os seus dois pulsos. Os médicos disseram que ele nunca mais poderia tocaria um instrumento. No entanto, com fé e um longo período de auto-cura e terapia física, Roger provou que os médicos estavam errados. Dentro de um ano e meio ele voltou a tocar.

Em 1998, Roger veio pela primeira vez ao Brasil e apresentou-se em 6 cidades: São Paulo, Belo Horizonte, Rio De Janeiro, Recife, Fortaleza e Porto Alegre.

Em 2000, Roger lançou o seu terceiro álbum de estúdio, “Open The Door”, com 10 músicas impecáveis, considerados por muitos fãs como um de seus melhores álbuns. Entre os destaques, “Death And A Zoo”, “Along Came Mary”, “The More I Look”, “Love Is A Thousand Times”, “Hungry” e “Open The Door”, a música tema do CD. Em 2001, ele juntou-se a Ringo Starr em sua All Starr Tour.

Desde então, Roger continua a fazer tour mundiais, e sua voz, considerada como a sua assinatura, está cada vez melhor. Hodgson também continua a compor e tem mais de 60 canções inéditas, algumas das quais ele pretende gravar um dia. Ele compara o processo criativo de suas composições como processo de um artista pintando um quadro, mantendo-o perto de seu coração até que a obra esteja completa, antes de compartilhar com o mundo.

Trinta e cinco anos após escrever “Give A Little Bit”, Roger recebeu um prêmio da ASCAP (Associação Americana de Compositores, Autores e Editores), em 2005, por esta ser uma das canções mais executadas. Em 2007, ele recebeu esse prêmio novamente para uma versão diferente de “Breakfast In America”. Roger fez uma doação e permitiu que sua canção “Give A Little Bit”, fosse utilizada para ajudar e angariar fundos para várias instituições como Tsunami Relief, Red Cross, UNICEF, World Vision, Hurricane Katrina, entre outras causas nobres.

Em 2006, Roger lançou seu primeiro DVD, gravado de um dos seus shows no Canadá. “Take The Long Way Home - Live In Montreal”, foi platina em apenas sete semanas, atingiu o sucesso número 1 em todo o Canadá, e agora é multi-platina e ouro na França e na Alemanha. Apresentando sucessos como “Dreamer”, “Give A Little Bit”, “School”, “Breakfast In America”, “It’s Raining Again” (para citar apenas alguns), e uma versão bônus orquestrada de “Fool’s Overture”, este DVD é uma obra colossal que revela o gênio musical de Roger Hodgson.

Em 2007, Roger aceitou o convite dos príncipes William e Harry para se apresentar no “Concert For Diana”, no Estádio de Wembley. “Give A Little Bit”, junto com “Dreamer”, “Breakfast In America”, e “It’s Raining Again”, estavam entre as músicas preferidas da princesa Diana. A apresentação de Roger provou ser um dos destaques da noite, quando os príncipes, e todo o público de 65.000 pessoas, levantaram e cantaram em homenagem a princesa Diana. Em 2008, Roger retornou pela segunda vez no Brasil e fez shows em 3 cidades: São Paulo, Rio De Janeiro e Brasília.

Atualmente, Roger está realizando shows públicos e privados, executando uma variedade de formatos – solo, com banda, e com orquestras sinfônicas. Seu mais recente lançamento é “Classics Live”, uma coleção espetacular de suas performances ao vivo extraídas de sua turnê mundial de 2010, incluindo algumas faixas gravadas da terceira tour de Hodgson no Brasil (lembrando que desta vez, em 2010, Roger se apresentou em duas cidades, São Paulo e Belo Horizonte). As primeiras dez músicas, incluindo os seus mais famosos clássicos, estão disponíveis como um lançamento adiantado em formato físico (CD) e download (MP3), e o CD duplo vai ser lançado em breve.

Fonte: earthlink.net

Site de Roger Hodgson

UnimedHall

Av. das Nações Unidas, 17955 – Santo Amaro, São Paulo-SP, Brasil

site Mapa de Setores (Mesas e Cadeiras) Mapa de Setores (Pista em pé)

Mapa


Mais fotos do local, clique para ampliar
Espelho D´Água
Fachada

Mais imagens

Roger Hodgson - Live
Foto: divulgação
Roger Hodgson - Studio
Foto: divulgação
Roger Hodgson - Show
Foto: divulgação
Roger Hodgson - Piano
Foto: divulgação
Roger Rodgson
Foto: divulgação
Roger Hodgson
Foto: divulgação

Artista

Roger Hodgson

Roger Hodgson é um músico que é reconhecido como um dos compositores mais talentosos e completos do nosso tempo. Com a sua voz lendária, escreveu e fez os arranjos dos grandes sucessos do Supertramp, contribuindo para vender mais de 60 milhões de discos, e criou canções extraordinárias e populares até hoje, como: “Give A Little Bit”, “Dreamer”, “The Logical Song”, “Take The Long Way Home”, “Breakfast In America”, “It's Raining Again”, “School”, “Fool’s Overture”, e muitas outras que se tornaram a trilha sonora de nossas vidas.

A marca registrada do trabalho de Roger são suas belas letras e melodias introspectivas, que por sua vez, penetram no coração e mente das pessoas de todos os países. Suas canções resistiram notavelmente à passagem dos anos e proporcionaram a Roger e ao Supertramp, uma legião de fãs fiéis pelo mundo todo.

Durante a época que Roger estava na banda, Supertramp era um fenômeno do rock mundial, vendendo mais de 60 milhões de álbuns. No Canadá, as vendas dos discos “Crime Of The Century” e “Breakfast In America” alcançaram o status de diamante, significando que um em cada quinze canadenses tinham comprado ambos os álbuns. “Breakfast In America”, particularmente, foi um disco de enorme sucesso em vários países do mundo, permanecendo no topo das paradas de sucesso por um ano inteiro, chegando a vender mais de 20 milhões de cópias e tornando-se um dos discos mais vendidos de todos os tempos.

Nascido em Portsmouth, Inglaterra, Roger viveu grande parte de sua infância em colégio interno, onde o violão passou a ser o seu melhor amigo. Aprendendo três acordes de seu professor de violão, ele começou a escrever canções aos doze anos, e um pouco mais tarde aprendeu a tocar piano, baixo, bateria e até violoncelo, utilizando essa variedade de instrumentos em suas composições. Pouco após o seu último ano escolar, Roger gravou o seu primeiro disco, “Mr. Boyd”, com uma banda de músicos de estúdio que incluía o pianista Reg Dwight, mais tarde conhecido como Elton John.

Pouco depois, Roger conheceu Rick Davies e o núcleo do Supertramp nasceu. Suas colaborações iniciais atraíram a atenção da A&M Records e seu primeiro album, “Supertramp”, foi lançado em 1970. A partir do segundo album, “Indelibly Stamped”, de 1971, Roger e Rick começaram a compor separadamente. No entanto, assim como Lennon/McCartney, eles mantiveram nos créditos de suas músicas os nomes de ambos, Davies/Hodgson, em todos os discos do Supertramp.

Em 1974, a banda lançou o álbum “Crime Of The Century” com a canção de Roger “Dreamer”, conquistando o primeiro sucesso da banda, direcionando o álbum para o topo das paradas. Este disco também tem os clássicos de Roger “School” e “Hide In Your Shell”. Em 1975, foi a vez do disco “Crisis? What Crisis?”, considerado um dos favoritos de muitos fãs brasileiros, com grandes canções do Roger como “The Meaning”, “Sister Moonshine” e “Two Of Us”. Em 1977, a banda lançou “Even In The Quietest Moments”, que teve outro grande sucesso de Roger, “Give A Little Bit”, e o seu clássico épico “Fool’s Overture”.

Esses foram os “anos dourados” do Supertramp, com muitas tours, sucesso e ainda a felicidade de viver em 1979, o seu maior êxito comercial com o disco “Breakfast In America”. Três das canções de Roger desse disco tornaram-se sucessos mundiais: “The Logical Song”, “Take The Long Way Home” e “Breakfast In America”.

A banda recebeu muitos prêmios, incluindo o “Ivor Novello Award”, em 1980, da Academia Britânica de Compositores, pela canção “The Logical Song”, sendo nomeada como a melhor canção tanto musicalmente como liricamente. A partir deste dia, “The Logical Song”, devido a sua letra, passou a ser uma das canções mais utilizadas nas escolas.

Após o album “Famous Last Words”, de 1982, que teve outro grande sucesso de Hodgson, “It’s Raining Again”, e de uma mega tour do Supertramp em 1983, Roger deixou a banda. Seguindo o seu coração, ele escolheu viver uma vida simples perto da natureza, com sua família e seus valores espirituais. Ele construiu um estúdio de gravação em seu novo lar, onde pode continuar a compor, gravar suas músicas, e também ao mesmo tempo, estar ao lado de seus filhos enquanto eles cresciam.

Seu primeiro álbum solo foi “In The Eye Of The Storm”, lançado em 1984, e tornou-se um sucesso internacional, vendendo mais de dois milhões de cópias. A música de muito sucesso “In Jeopardy”, é deste disco. Em 1987, na mesma semana em que o segundo álbum solo de Roger foi lançado, “Hai Hai”, Hodgson sofreu uma queda e quebrou os seus dois pulsos. Os médicos disseram que ele nunca mais poderia tocaria um instrumento. No entanto, com fé e um longo período de auto-cura e terapia física, Roger provou que os médicos estavam errados. Dentro de um ano e meio ele voltou a tocar.

Em 1998, Roger veio pela primeira vez ao Brasil e apresentou-se em 6 cidades: São Paulo, Belo Horizonte, Rio De Janeiro, Recife, Fortaleza e Porto Alegre.

Em 2000, Roger lançou o seu terceiro álbum de estúdio, “Open The Door”, com 10 músicas impecáveis, considerados por muitos fãs como um de seus melhores álbuns. Entre os destaques, “Death And A Zoo”, “Along Came Mary”, “The More I Look”, “Love Is A Thousand Times”, “Hungry” e “Open The Door”, a música tema do CD. Em 2001, ele juntou-se a Ringo Starr em sua All Starr Tour.

Desde então, Roger continua a fazer tour mundiais, e sua voz, considerada como a sua assinatura, está cada vez melhor. Hodgson também continua a compor e tem mais de 60 canções inéditas, algumas das quais ele pretende gravar um dia. Ele compara o processo criativo de suas composições como processo de um artista pintando um quadro, mantendo-o perto de seu coração até que a obra esteja completa, antes de compartilhar com o mundo.

Trinta e cinco anos após escrever “Give A Little Bit”, Roger recebeu um prêmio da ASCAP (Associação Americana de Compositores, Autores e Editores), em 2005, por esta ser uma das canções mais executadas. Em 2007, ele recebeu esse prêmio novamente para uma versão diferente de “Breakfast In America”. Roger fez uma doação e permitiu que sua canção “Give A Little Bit”, fosse utilizada para ajudar e angariar fundos para várias instituições como Tsunami Relief, Red Cross, UNICEF, World Vision, Hurricane Katrina, entre outras causas nobres.

Em 2006, Roger lançou seu primeiro DVD, gravado de um dos seus shows no Canadá. “Take The Long Way Home - Live In Montreal”, foi platina em apenas sete semanas, atingiu o sucesso número 1 em todo o Canadá, e agora é multi-platina e ouro na França e na Alemanha. Apresentando sucessos como “Dreamer”, “Give A Little Bit”, “School”, “Breakfast In America”, “It’s Raining Again” (para citar apenas alguns), e uma versão bônus orquestrada de “Fool’s Overture”, este DVD é uma obra colossal que revela o gênio musical de Roger Hodgson.

Em 2007, Roger aceitou o convite dos príncipes William e Harry para se apresentar no “Concert For Diana”, no Estádio de Wembley. “Give A Little Bit”, junto com “Dreamer”, “Breakfast In America”, e “It’s Raining Again”, estavam entre as músicas preferidas da princesa Diana. A apresentação de Roger provou ser um dos destaques da noite, quando os príncipes, e todo o público de 65.000 pessoas, levantaram e cantaram em homenagem a princesa Diana. Em 2008, Roger retornou pela segunda vez no Brasil e fez shows em 3 cidades: São Paulo, Rio De Janeiro e Brasília.

Atualmente, Roger está realizando shows públicos e privados, executando uma variedade de formatos – solo, com banda, e com orquestras sinfônicas. Seu mais recente lançamento é “Classics Live”, uma coleção espetacular de suas performances ao vivo extraídas de sua turnê mundial de 2010, incluindo algumas faixas gravadas da terceira tour de Hodgson no Brasil (lembrando que desta vez, em 2010, Roger se apresentou em duas cidades, São Paulo e Belo Horizonte). As primeiras dez músicas, incluindo os seus mais famosos clássicos, estão disponíveis como um lançamento adiantado em formato físico (CD) e download (MP3), e o CD duplo vai ser lançado em breve.

Fonte: earthlink.net

Site de Roger Hodgson

Eventos Relacionados

Thumb imgb25941006e3c297827297bd0ae61256682f55e4c

The 69 Eyes 16

Postergado!

Tropical Butantã
São Paulo - SP

06/02/2021

Evento reagendado p/ 06/02/2021!
Thumb img263ec534590b94628360512007fc39bf32413537

Jethro Tull 16

THE PROG YEARS WORLD TOUR

Tom Brasil (Ex-HSBC)
São Paulo - SP

28/03/2021

Evento reagendado p/ 28/03/2021!
Thumb imgc785b84f70d8c5167024d63bb8805aae4e2a5729

UFO 16

“Last Orders 50th Anniversary”

Tropical Butantã
São Paulo - SP

30/04/2021

Evento reagendado p/ 30/04/2021!
Thumb img48ba80c9007eb93bdc15ab8c75a29719fce583bb

Opeth 16

"In Cauda Venenum"

Carioca Club
São Paulo - SP

06/05/2021

Evento reagendado p/ 06/05/2021!
Thumb img8eb4f5bab7b2f594377cd59ca3dff7d72bde8f39

Nightwish 16

“HUMAN. :II: NATURE. – World tour”

EDA
São Paulo - SP

24/10/2021

Evento reagendado p/ 24/10/2021!

Parceiros do evento